quinta-feira, 3 de janeiro de 2019

Pastor do Piauí comete suicídio poucas horas depois de participar da Ceia na virada do ano

"Pastor Machado era um grande homem de Deus, dedicado à obra do Senhor Jesus; pastoreou durante 30 anos igreja aqui no Piauí"

Um pastor dirigente ligado à Convenção Estadual das Assembleias de Deus no Piauí (Ceadepi), tirou à própria vida em Teresina -Piauí, por volta das 04:30 do dia 01 de janeiro.
O presbítero, que exercia a função de pastor dirigente, conhecido como pastor Machado (60), participou da Santa Ceia, orou, congratulou-se com os membros da igreja, e já em casa, por volta das 4:30h, foi ao banheiro e tirou a própria vida.
De acordo com o pastor da Assembleia de Deus Missões em Cocal dos Alves- PI, Odiel Lopes, o pastor Machado pertencia ao Campo do Jardim Europa, liderado pelo pastor Edmilson Cruz.
Segundo o pastor Daniel Fontinelle, presidente da Assembleia de Deus Missões em Barra da Alcantara -PI, o pastor Machado pastoreada igreja há cerca de 30 anos e se encontrava em uma profunda depressão.
Era um grande homem de Deus, dedicado à obra do Senhor Jesus; pastoreou durante 30 anos igreja aqui no Piauí, mas, de repente, foi acometido por uma depressão profunda. Ele tinha entregado a igreja cerca de um mês atrás para realizar tratamento"  Disse o pastor Daniel Fontinelle ao portal JM Notícia.Alerta
Nos últimos dias, a Psicologa Marisa Lobo fez um duro alerta sobre o numero alto reincidente de suicídios no Brasil envolvendo pastores: "A depressão é como uma dependência química grave, a pessoa quer sair dela mas não consegue, perde o livre arbítrio. Precisamos urgentemente ajudar pastores e líderes que, muitas vezes, ou quase que na totalidade das vezes, não tem com quem desabafar", destacou a psicóloga.
Quem também fez um alerta sobre o tema, foi o pastor Josué Gonçalves:
"Um acontecimento como esse, serve como um sério alerta para nós pastores repensarmos a forma como estamos cuidando da nossa própria saúde emocional, físico e espiritual", escreveu Josué Gonçalves em uma rede social.
Esgotamento físico e mental
O esgotamento físico e mental e, ainda, a solidão são apontados como principais causas de uma epidemia silenciosa entre pastores. Altas expectativas e cobranças do meio eclesiástico podem afetar a vida de um líder de igreja. Para a instituição, muitas vezes, um pastor não pode estar estafado; caso esteja isso pode revelar que não tem capacidade para cuidar de sua própria alma ou mesmo que não tem lido a Bíblia suficientemente ou até que vive uma espiritualidade decadente.
Pastores e líderes precisam de cura da alma. Proponho que haja disciplinas em nossos seminários que possam tratar as mazelas da alma, que não desaparecem com o tempo – sugere o pastor Ângelo Eder, psicólogo clínico, mestre em Educação.
Ângelo Eder explica também que caso de alguém tenha sido rejeitado no passado, essa raiz da rejeição pode resultar em dois comportamentos extremos, dependendo da pessoa. Ou levará à tristeza, ao desânimo, à depressão e ao suicídio ou ao outro extremo igualmente nocivo: ira, revolta, rebelião, violência e homicídio.
Assim, sem uma vida emocional saudável, pastores estão sujeitos a muitos riscos. Podem se tornar reféns da dobradinha destrutiva: igrejas que matam seus pastores e pastores que se matam por sua igreja. Então, em um mundo intensamente doente, pastores também podem adoecer.
Suicídio, depressão e angústia são manifestações clínicas e não simplesmente simbolizam decisões. Pastores também precisam se tratar e buscar ajuda, precisam do mesmo tipo de apoio que damos a qualquer crente. São apenas gente com uma missão e não são super-super-heróis. Se a igreja que pastoreiam entendesse isso, muito sofrimento e mortes poderiam ser evitados – avalia o pastor presbiteriano Andre Mello, também jornalista e cientista da Religião.
Fonte: JM Notícia

8 comentários:

Lucilene Macedo disse...

É necessário, nós, como ovelhas, levarmos um pouco de alegria e cuidados aos nossos líderes. Mas o que temos visto são ovelhas querendo que seus pastores resolvam seus problemas e nem percebem que estão diante de um ser humano que tbm tem os seus. Cuide nós e Oremos!

Mensageiro disse...

O fardo de Jesus é leve, mas as igrejas insistem em colocar sobre os pastores e seus liderados fardos pesados e qdo não suportam mais tiram suas vidas Ou se afastam da igreja.

RB disse...

Desculpe discordar, mas não são os membros da igreja, as ovelhas,que devem dar alegrias e cuidar dis pastores, é a Cúpula da Igreja quem deve cuidar da saúde física e mental dos pastores, e evidentemente da saúde espiritual. Quanto maior a Igreja, maior a responsabilidade, pois o líder da igreja não estará por perto para identificar os problemas .

RB disse...

Desculpe discordar, mas não são os membros da igreja, as ovelhas,que devem dar alegrias e cuidar dis pastores, é a Cúpula da Igreja quem deve cuidar da saúde física e mental dos pastores, e evidentemente da saúde espiritual. Quanto maior a Igreja, maior a responsabilidade, pois o líder da igreja não estará por perto para identificar os problemas e será necessária uma estrurura organizacional para esse cuidado.

Unknown disse...

Lamentável .fico muito preocupada com tanto cuicidios no meios evangélico .💔💔

Anônimo disse...

Infelizmente veremos ainda muitos acontecimentos como este, a falta de motivação por parte dos líderes das igrejas fabricam pastores desmotivados muitas vezes se sentindo até rejeitados, neste caso específico, o presbítero atuava como pastor a anos. Porque nunca foi consagrado a pastor? Eu mesmo respondo, porque as igrejas insistem em encher seus caixas, pra que consagrar a pastora e ter que pagar um salário? Se eles tem tanta mão de obra voluntária?

Compositora Leny Alves disse...

Sou esposa de pastor e passei por depressao crônica no ano de 2.000.
Submeti a um tratamento intensivo e fui acompanhada por 11 médicos e um terapeuta,
Pastor e homem de Deus. Fiz 2 cirurgias no decorrer deste ano.
Tudo começou pq perdi minha voz por problema em minhas cordas vocais e em razão de não poder falar, e muito menos cantar, passei a chorar compulsivamente contraindo então a terrível depressão.
Passei por mais de 3 me se dentro do meu quarto de onde só podia sair para ir á Igraja e ao hospital. Fui impedida de receber visitas e de conversar com quem quer que fosse, porém, não puderam me impedir de conversar com Jesus o meu AMIGO FIEL que não me abandonou nem por um segundo.
Sozinha em meu quarto eu chorava, orava, lia a Bíblia e escrevia.
Chorei muitas vezes de saudade do meu esposo e doseus filhos, enquanto estavam dentro da mesma casa que eu, mas distante do meu convívio.
O mais dói para o deprimido é o sentimento de refeição e de ser ignorado, em especial pela família.
No ano de 2.001 comecei a acreditar que eu iria dar a volta por cima e recorri a um Psicólogo que foi bênção de Deus em minha vida.
É a partir de então fiz com o ensina o Salmista: lancei ao Senhor toda minha ansiedade e Ele cuidou de mim.
Hoje, para Gloria de Deus Sou Escritora, Compositora com muitas gravadas, Ministra de Palestra e louvo a Deus pela minha voz restaurada e minha auto estima como de alguém que nunca passou o que passei.
Reconheço que é difícil, mas vencer de pressão é só mos Pés de Jesus!
A Ele toda Glória.
Sou Feliz porque o Meu Herói é Cristo!

Ricardo Xavier disse...

Eu sei bem como é passar por isso, tá na hora de tratar-mos. Melhor os pastores que realmente mostre vida com Deus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...