segunda-feira, 15 de outubro de 2018

Bispo Manoel Ferreira se encontra com Bolsonaro e avisa: “Este é o meu candidato a Presidente da República”

bispo Manoel Ferreira, presidente Nacional das Assembleias de Deus Ministério Madureira, esteve no Rio de Janeiro visitando o candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) que disputa o segundo turno com o candidato Fernando Haddad (PT).
A fotografia do encontro foi postada no Instagram do bispo Abner Ferreira que escreveu na legenda o versículo de Provérbios 17:17 que diz: "Em todo o tempo há um amigo, no dia mal nasce um irmão".
Já em sua rede social, o Bispo Manoel Ferreira afirmou que Jair Bolsonaro é o seu candidato à presidente da República: "Este é o meu candidato a Presidente da República. Bolsonaro, 17. Deus acima de tudo".
A Assembleia de Deus Ministério Madureira está apoiando Bolsonaro no segundo turno assim como outras denominações que já declararam apoio ao candidato do PSL. Bolsonaro tem apoio de representantes de todas as vertentes do segmento cristão.
Entre os evangélicos, além do Ministério Madureira, a Convenção das Assembleias de Deus no Brasil (CADB) também já declarou apoio, o pastor José Wellington Bezerra da Costa, ex-presidente da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), a Confederação dos Conselhos de Pastores do Brasil, o bispo Edir Macedo, o apóstolo Estevam Hernandes, o apóstolo Valdemiro Santiago, entre outras lideranças e denominações também apoiam Bolsonaro.
Fonte: JM Noticia

FHC rejeita voto em Bolsonaro e apoio imediato a Haddad

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso afirmou que não irá votar no candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, e nem dar apoio ao candidato do PT, Fernando Haddad. A declaração foi dada em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo deste domingo (14).
Para o ex-presidente, é preciso primeiro ouvir as propostas do candidato do PT antes de tomar uma decisão sobre seu voto.
Com que autoridade moral o PT diz: ou me apoia ou é de direita? (…) Não vou no embalo. Não me venha pedir posição abstrata moral (…) Quero ouvir primeiro. Não sei o que vão fazer com o Brasil. O Bolsonaro pelas razões políticas está excluído. O outro eu quero ver o que ele vai dizer – explicou.
No dia 9, o PSDB decidiu que não iria apoiar nenhum dos candidatos no segundo turno e nem integrar o governo de qualquer um que seja eleito.
Fonte: Pleno News

domingo, 14 de outubro de 2018

Escola é denunciada ao Ministério Público por promover ideologia de gênero, no Ceará


Uma escola pública de Juazeiro do Norte liberou para os alunos um livro paradidático que incentiva a ideologia de gênero.


Pais de alunos de uma escola do interior do Ceará se mostraram revoltados com o conteúdo de um livro paradidático. Intitulado "Cultura de Paz – Aprendizagem Socioemocional", a obra incentiva as crianças acreditaram que não "há várias formas de ser menino ou menina".

Eles acionaram a deputada estadual Dra. Silvana (PR), conhecida por suas lutas em favor da família. Evangélica, ela criticou durante sessão no plenário da Assembleia Legislativa a utilização do livro paradidático por alunos da rede de ensino municipal de Juazeiro do Norte (CE).

Para a parlamentar, o livro é uma forte contribuição para reforçar a ideologia de gênero nos alunos. "Em uma das páginas, as crianças aprendem que gênero não é definido pelo corpo que as pessoas têm. Há vários jeitos de ser menino, de ser menina e de não ser nem um nem outro", comentou ela.

Segundo Silvana, aderir esse tipo de material fere os planos municipal e estadual de educação. A parlamentar explicou que recebeu a denúncia de pais de estudantes. Ela ainda sugeriu que as pessoas que se sentissem confrontadas com a situação tinha a liberdade de ir à Justiça e cobrar indenização.

Dra. Silvana ainda chamou o prefeito de Juazeiro do Norte, Arnon Bezerra, de "criminoso", e cobrou a punição dele. Ela acrescentou que está trabalhando em conjunto com seu esposo, o deputado federal eleito Dr.Jaziel (PR), para complementar a legislação em relação à pauta.

"Como fere os planos de educação do Estado e do município, a punição para o gestor já está prevista, mas a lei não especifica que tipo. Mas vamos pressionar o Ministério Público para que apure o caso", ressaltou.

O deputado Ely Aguiar (PSDC) concorda com a parlamentar e complementou a crítica afirmando que a Assembleia Legislativa está ativa no combate à "ideologia de gênero", e lamentou que essas ideias ainda estejam sendo aderidas pelas escolas.

"Cada um pode ser o que quiser quando adulto, mas não devemos impor esse tipo de coisa às crianças. A criança vai ser o que ensinarmos a elas. A ideologia de gênero destrói a família, a instituição mais importante da nossa sociedade", finalizou.

Fonte: Guiame

Pastor é impedido pelo governo de Cuba de fazer cruzada evangelística


O pastor argentino Dante Gebel foi impedido de realizar uma cruzada evangelística em Cuba.


O pastor e evangelista argentino Dante Gebel foi impedido pelo governo socialista de Cuba de realizar uma cruzada evangelística no país. O encontro seria realizado em Havana, entre 24 e 25 de outubro.

Gebel contou em sua página no Facebook, onde tem mais de 3 milhões de seguidores, que já possuía os vistos e autorizações aprovadas para realizar a atividade. No entanto, dias depois seu visto foi negado pelo chefe de Assuntos Religiosos do Ministério do Interior de Cuba.

"Ele revogou meu visto alegando que 'o Sr. Dante Gebel lida com a mídia, convoca multidões e pode influenciar a opinião pública'", o pastor relatou.

"Nós perguntamos várias vezes porque eles deixam muitos outros entrarem, e eles continuaram mantendo a opinião de que 'pesquisamos sobre Gebel e ele mobiliza muitas pessoas'. É uma pena que eles não saibam que essa mobilização só corresponde a ter um encontro com Cristo, e que não tem qualquer teor político ou que vá necessariamente contra o regime", acrescentou.

O pregador argentino lamentou o que aconteceu e pediu desculpas ao povo cubano.

"Nós ainda temos o gosto amargo de ver que o regime continua impedindo a liberdade de religião e liberdade de expressão, mas vamos continuar orando para que mais cedo ou mais tarde as portas sejam abertas para levar massivamente a mensagem de Jesus Cristo para os cubanos, que eu tinha tanta vontade de ver pessoalmente", disse Gebel.

Em sua mensagem no Facebook, o pastor argentino esclareceu que a cruzada evangelística foi financiada por seu ministério, Línea Abierta Group, e já tinha comprado as passagens de avião e ônibus para o transporte de pessoas de diferentes partes da ilha para Havana.

Fonte: Guiame
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...