domingo, 10 de fevereiro de 2019

Crescem pelo país igrejas evangélicas que incluem LGBTI em seus cultos

Hoje em dia ser cristão praticante e gay é cada vez mais incomum, mesmo que seja ao contrário do que se parece. Todo ano cresce pelo país o número de templos religiosos, igrejas pentecostais inclusive, que abraçam as pessoas que se declaram homossexuais.
Fazendo uma grande oposição ao caráter conservador que tem as maiorias das denominações evangélicas, algumas igrejas estão trilhando por um caminho diferente. Um exemplo disso é a Igreja Cristã Contemporânea (ICC) e a Igreja da Comunidade Metropolitana (ICM) que estão se expandindo por vários estados do Brasil.
A catedral da ICC, que fica em Madureira, por exemplo, faz uma leitura da Bíblia que não discrimina a homoafetividade. A comunidade já tem mais de 3 mil fiéis, além de funcionar também como um abrigo para pessoas gays e religiosas.
Porém existe um receio para o futuro dessas congregações com o governo atual. Tudo se deve às falas ditas pelo presidente Jair Bolsonaro, que são consideradas homofóbicas. Além de outras explanações de alguns de seus ministros.
“Há 13 anos, quando fundei a igreja, sofri muito preconceito. Mas, a cada ano que passava, a sensação era de que a situação melhorava um degrau”, disse o pastor Marcos Gladstone, que é o criador da Igreja Cristã Contemporânea (ICC) e se declara gay.
O pastor diz ainda que agora tudo parece estar se voltando como era antes, pois os discursos de ódio estão aumentando e se intensificando pelo país, como se tudo estivesse começando novamente.
Ao que tudo indica, segundo as declarações do pastor, essas instituições estão de pé graças a insistência de pessoas como ele, mas mesmo assim eles temem que tudo isso fique em vão com esse governo.
Fonte: 1News

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...